quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

2011

Pra mim, que sou um pouco lento, dois mil e onze está começando agora.
Nunca fui desses festejos de reveillon, meia hora de fogos, alegria, alegria, alegria... Acho tudo muito forçado.
Por mim, me contento em dormir em paz e acordar feliz no ano seguinte. Mas os fogos e os vizinhos não deixam, então...
O lado bom disso tudo é que esse final de ano, por exemplo, passei com a minha família no meu interior. Flor da maravilha!
Tenho tido boas impressões e expectativas sobre esse ano.
Pois que seja um ano digno, justo pra todos nós!
Beijos e abraços!
Ze

Um comentário:

Polly disse...

pois, Zé, as melhores coisas estão sempre por aí, nem precisam de fogos de artifício pra serem vividas...
Também espero que esse ano novo seja de muita luz, de muita arte, pra todos nós!

Bjim