domingo, 4 de abril de 2010

... E não foi escrito por uma Polly qualquer!

Polly, a do Blog Polifonia, é uma das minhas vizinhas virtuais, como consta na lateral deste Blog e já foi citada aqui num texto em que eu falava justamente sobre a arte de trasnformar sentimentos, pensamentos, coisas comuns em textos bem escritos, inspirados e inspiradores... Ela postou um novo texto em seu Blog, em que conta a história do meu encontro com o Nassala Dacasaverde, grupo do qual ela fez parte, junto a outros amigos talentosos que também tive o prazer de conhecer. Um deles, o namorado dela, o cantautor baiano Lucas Dourado , com o qual esta menina compõe belíssimas parcerias musicais!
No texto ela ainda disserta um pouco sobre o meu trabalho e a minha pessoa. =]
Enfim, aqui está um pequeno trecho:

"Eu o conheci num festival que enfrentamos, eu e uns (alucinados) amigos, mais o meu amado, corajosamente! Petulantes, nós estávamos lá às custas de "doações", e do abrigo com casa, comida e roupa lavada, na residência dos tios de Alex, um dos integrantes da quase-banda, Nassala Dacasaverde. Mas, isso é matéria pra outra conversa... Bem, estávamos em 2006, fomos aventurar um festival na beira do Rio São Francisco, em Petrolina"...
Leia mais aqui!

2 comentários:

Camila disse...

não é mesmo qualquer zé...
xeru nego lindo!

;)

Jaya Magalhães disse...

Não é uma Polly qualquer.
E nenhum Zé como você.

Gostei disso.

(:

Comentei sobre você no post escrito por Polly. É um prazer poder trazer tuas músicas comigo. Um prazer.