quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Poeminha sem nome III

Quando dói a minha dor
sequer o meu grito grita,
tampouco range o ranger dos meus dentes
Minha alma em mim desfalece,
sentindo a dor que o corpo não sente.

João Pessoa-Recife
05/08/08

7 comentários:

CamilaCunha disse...

Olá,
Cheguei ao seu myspace por indicação da Amalita.
Viciei nas musiquinhas.
Sempre funhanho o blog, mas nunca deixo comentário.
Vc tem muito talento!! Parabéns!!!
Poesias lindas.
Muito sucesso e luz!!!

bjus,
Camila Cunha
Recife-PE

Ze Manoel disse...

Muito Obrigado Camila!
Fiquei muito feliz com a sua visita e comentário!
To trabalhando num CD novo, daquí a pouco tenho novidades.
Vc tbm tem blog?
Bjos!

CamilaCunha disse...

Ahhh quero conhecer o novo CD!!!
Hum... Moço, tenho blog mais não.
Mas, podemos conversar sobre poesias e literatura. *.* Adorooo!!
camilavox@hotmail.com

beijos,
Camila Cunha

Nílmann Geórgea disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Josy disse...

Que lindo seu Zé!
Quando a alma fala as coisas saem mais bonitas.

Um beijo grande. Muita luz.

Gui disse...

Oi moço bonito,

Tudo muito lindo, viu?

Te ouço há algum tempo, queria comprar seu cd, pra poder ouvir sempre, em qualquer lugar, mas moro longe e não acho por aqui... me ajuda?

Beijo,
Curitiba-PR

Ze Manoel disse...

Oi Camila e Gui,
Obrigado pelas mensagens.

Em relação ao CD, to finalizando e acho que ainda agora em Maio vou imprimir algumas cópias.
Quem quiser mais informações me escrevam, vai ser um prazer falar mais com vocês.
Meu e-mail é:
zemanoelcontato@hotmail.com
Beijos!