sábado, 24 de maio de 2008

Poeminha sem nome I

A minha dor?
Minha dor é só minha.
Assim como a morte que me espreita,
Assim como os pensamentos que exalo,
como a voz reprimida que calo.
A minha dor é só minha.
Mas eu...eu posso ser teu.

2 comentários:

Gin@ disse...

Zeh, como teu blog tá lindo... um luxo!!! Saudade.

sempreella disse...

nem sabia que tu tinha blog...
e tu precisa atualisar isso aki heim?!

repito: saudadeeeee

Cecília